NOSSA HISTÓRIA

Conheça um pouco da

História do CTG



O CTG Gomes Jardim, já teve sua abundância e abastância se me permite a língua portuguesa. Somos fibra das raízes dessa sociedade, formamos um dos grupos de danças mais promissores dessa terra, tivemos a invernada juvenil campeã de tantos rodeios quanto pode participar, onde o instrutor era também dançador da invernada adulta, que por sua vez foi a primeira invernada da cidade a chegar a uma final de FEGART em 1993 (participamos em sete modalidades). Alguns membros dessa patronagem atuam desde 1982 entre artística, campeira, Conselho de Vaqueanos, secretaria e apoio. Temos historiadores, pedagogos, engenheiros, empresários, administradores, mas mais que tudo isso, temos amor pelo CTG Gomes Jardim, tivemos um impulso enorme para tomar a frente dessa entidade, provocado por pessoas influentes entre nosso grupo que entenderam a necessidade de novas ideias, de mão na massa, de mobilização, de amor e afinco, pessoas bem resolvidas que agregassem e não retirassem valor dessa entidade. São gente da terra, são genuínos filhos do CTG Gomes Jardim que encamparam a causa e que a conhecem tão, ou melhor, de tantos que ali passaram, e que não repelem ou impossibilitam a mescla de ideias, pelo contrário que precisam de ajuda, sempre, afinal nenhuma pessoa pode ter a pretensão de ser maior que a entidade. Os filhos do CTG Gomes Jardim estão postados e vigilantes na Patronagem, no Departamento Campeiro, no Departamento Cultural, no Departamento Artístico, nas Equipes de Apoio, no Grupo Mão na Massa, no laço que peala a amizade e traz pra dentro do salão colocando a história e a dança na alma das pessoas. Somos os feitos da união nos rodeios pelos laçadores, na formação da escolinha de dança, pelo grupo de chula, da dança de salão, das domingueiras e bailes sempre de cara alegre para receber as pessoas, da Família Dançadeira que apresenta seus bailares antigos, pelas prendas e peões que trazem junto das faixas, a cultura e um sorriso sincero, somos o somatório, a multiplicação e nunca a divisão ou a subtração.